Vereadores visitam arena do Parque Olímpico e constatam atraso no legado.

Prefeitura prometeu que o local seria transformado em uma escola com áreas para a pratica de esportes. Não há prazo para que colégio fique pronto.

A Comissão de Esportes e Lazer da Câmara Municipal do Rio visitou, nesta sexta-feira (24), a Arena 3 do Parque Olímpico da Barra da Tijuca. A Arena é a única do complexo esportivo que está sob gestão da Prefeitura atualmente. Durante a Rio 2016 foram realizadas competições de taekwondo e esgrima no local.

Com o fim dos Jogos, a Prefeitura prometeu que o local seria transformado em uma escola com áreas para a pratica de esportes.

De acordo com o presidente da comissão, vereador Felipe Michel (PSDB), o projeto da Subsecretária de Esportes e Lazer é para que o local tenha 24 salas de aula, uma quadra poliesportiva e mais outras duas quadras de outras modalidades.

Durante a visita desta sexta, Felipe Michel disse que as arquibancadas da arena só terminaram de ser retiradas na semana passada e que, até agora, não há um prazo para que essa escola fique pronta.

“A gestão atual pegou isso aqui sem planejamento. A licitação da antiga gestão foi feita dois meses antes da Olimpíada. A atual gestão pegou uma falta de planejamento absurda. Não era pra receber isso aqui do jeito que está hoje. O nosso legado olímpico está deixando a desejar. Nessa Arena 3, que já está com o município, o que a gente vê aqui hoje é um largado olimpico. A gente precisa chamar a subsecretária pra botar pra funcionar. É lamentável”, disse Felipe Michel.

Quadras esportivas devem estar prontas em breve

Ainda segundo Felipe Michel, que forma a Comissão junto com o vereador Ítalo Ciba (PT do B) e o Professor Célio Luparelli (DEM), a subsecretária de Esportes e Lazer, Patricia Amorim, disse que daqui a 30 dias as quadras estarão entregues, mas as escolas ainda não têm prazo para ficarem prontas.

“Ela vai voltar aqui conosco. Vai estar funcionando e nós vamos cobrar da atual gestão que acelere esse processo”, disse o vereador.

Também fazem parte do complexo esportivo do Parque Olímpico as Arenas 1, 2 e 4, que estão sob a gestão do governo federal. Nesta sexta-feira, a comissão da Câmara Municipal informou que o ministro dos Esportes prometeu vir ao Rio de Janeiro na semana que vem para fazer uma visita nesses locais.

Campo de golfe

A comissão também fez uma visita no Campo Olimpico de Golfe, que fica na Barra da Tijuca, e elogiou a estrutura. Para os vereadores, a conservação do local está melhor do que o que era esperado. Entre as críticas feitas por eles está a falta de programação de eventos no local.

“A gente vê que é um espaço maravilhoso, muito bem feito, e a conclusão é a mesma do que a gente vem vendo. É a falta de planejamento que não foi feito pra dar continuidade ao legado olímpico. Agora é que tem que se montar um planejamento pra trazer competições não só nacionais, como internacionais, pra incentivar a região, incentivar a rede hoteleira que traz recurso pra cidade”, explicou o vereador Felipe Michel.

Parceria com escolas municipais

O campo de golfe tem uma área de 1 milhão de metros quadrados, sendo 660 mil metros quadrados de vegetação nativa. O local está aberto ao público desde janeiro deste ano e, a partir de maio, entrará em pratica o projeto Golfe pra Vida. Essa será parceria entre o campo de golfe e algumas escolas da rede municipal que promete trazer 200 crianças para ter contato com o esporte que é pouco conhecido nas escolas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *